Menu
* PREÇO DOS PRODUTOS:

Você está visualizando preços para: EMPRESA COM INSCRIÇÃO ESTADUAL Estado: SÃO PAULO - CLIQUE PARA ALTERAR

Guia Impressora de Etiquetas>

Guia: Impressora de Etiquetas

Se palavras como: impressoras de etiquetas, ribbons, guilhotina ou cabeça de impressão parecem estranhas, esta página foi feita para você. E mesmo que você já conheça esses termos, mas deseja se aprofundar mais no assunto, essa página também é para você. Fique à vontade para pular conteúdos para encontrar o que responde a sua dúvida. Use o sumário para facilitar na busca e boa leitura!

1. O que são Impressoras de Etiquetas?

Impressora de Etiquetas GC 420t

As Impressoras de Etiquetas, normalmente, realizam a impressão através do aquecimento para imprimir as informações e, por isso, são também chamadas de impressoras térmicas. Basicamente, o seu processo de impressão é da seguinte forma: a cabeça de impressão aquece e as informações são passadas para uma superfície termossensível, que pode ser um ribbon ou não.

Entre as maiores vantagens das impressoras térmicas, comparadas às impressoras a laser ou jato de tinta, estão a velocidade de impressão, o custo de manutenção mais baixo e o preço menor dos suprimentos.

Assim como muitos outros produtos da automação comercial, a melhor para um estabelecimento pode não ser a melhor para outro. Conhecer as características de cada uma facilita a escolha e irá trazer um ganho de produtividade e agilidade nas suas operações diárias.

2. Principais Fabricantes

As principais fabricantes de impressoras de etiquetas são a Zebra, a Honeywell e a Argox. A Zebra sempre foi a líder na produção da impressoras de código de barras, o primeiro modelo da fabricante data de 1982! Portanto, é uma empresa referência na área de automação e oferece qualidade garantida em seus produtos.

A Honeywell sempre foi conhecida por sua qualidade na produção de leitores de códigos de barras e, percebendo o grande mercado para impressoras de códigos de barras, comprou a Datamax-O’neil e a Intermec e, por isso, agora também oferece excelentes impressoras de códigos de barras.

Já a Argox, é uma das poucas empresas taiwanesas conhecidas no mundo todo. Oferece produtos de qualidade e uma das impressoras de etiquetas mais vendidas do mercado: a Argox OS-214.

Também com bons produtos, mas não com a mesma relevância dos maiores fabricantes, a Elgin e a Epson também oferecem boas opções de impressoras deste tipo. Como diferencial, a Epson tem em seu portfólio impressoras de etiquetas a jato de tinta capazes de imprimir etiquetas coloridas.

3. Garantia e Assistência Técnica

Muitas fabricantes oferecem tempos de garantia maiores como diferenciais de seus produtos. Alguns com garantia maior para toda a impressora, mas com garantia menor para a cabeça de impressão. Outros oferecem uma rede maior de assistência técnica e de autorizadas. Verificar a garantia e como é feita a assistência técnica, pode evitar problemas ou surpresas desagradáveis após a compra.

4. Portes de Impressoras

Existem impressoras de etiquetas de pequeno (desktop), médio e grande porte (industriais). As principais diferenças entre elas estão: na quantidade e largura de impressão, capacidade de etiquetas e ribbons, além da velocidade de impressão. Confira cada uma delas a seguir.

Impressoras de Pequeno Porte (Desktop)

As impressoras de pequeno porte, também conhecidas como “impressoras desktop” são indicadas para operações que realizam um número menor de impressões, cerca de 1000 impressões por dia. Estes modelos oferecem um excelente custo-benefício e podem ser utilizados em uma grande variedade de negócios. A resolução vai até 203 dpi e só não são indicadas para etiquetas muito pequenas, menores que uma polegada. Também fazem impressões tanto com ribbons quanto sem ribbons, diretamente no papel termo-sensível ou nas etiquetas adesivas. As larguras de impressão vão de 104 a 110mm nos principais modelos.

Podem ser utilizadas para impressões de cupons fiscais, etiquetas adesivas para produtos a granel, para etiquetas que ficarão em frios no balcão, etiquetas em comandas de restaurantes, emissão de comprovantes, entre muitos outros.

Impressoras de Médio Porte

As impressoras de médio porte têm a principal diferença de serem capazes de armazenar rolos de etiquetas e de ribbons muito maiores. São modelos pensados para imprimir até 4000 etiquetas por dia com boa velocidade de impressão (cerca de 150mm/s). Podem ser encontradas impressoras desse tipo capazes de fazer a impressão em até 600 dpi, o que torna possível imprimir até mesmo em etiquetas com menos de 1 polegada, ideais para etiquetar pequenos componentes eletrônicos e joias. Os modelos com 300 e 203 dpi não oferecem este recurso, mas imprimem com qualidade, velocidade e em grandes quantidades. Podem imprimir tanto com ribbon, quanto por transferência direta. Alguns modelos vêm com conectividade wifi e ethernet.

Impressoras de Grande Porte (Industriais)

Já para aquelas operações que necessitam de uma quantidade grande de impressões, as impressoras de grande porte são capazes de fazer até 7000 impressões por dia! Oferecem grande capacidade de armazenamento de rolos de etiquetas (até 203mm de diâmetro externo) e alta velocidade de impressão (cerca de 300mm/s).

Além disso, também são capazes de realizar impressões por transferência direta ou por ribbon. Alguns modelos também vêm com entradas ethernet para facilitar a conexão. São ideais para quem precisa de uma grande quantidade de etiquetas e com muita velocidade, tanto em 203 dpi, quanto em 300 dpi.

Impressoras Portáteis

Quando existe a necessidade de imprimir etiquetas em locais onde não há como deixar a impressora em um local fixo, logo após uma leitura para controle de estoque em grandes armazéns, após realizar uma leitura que precisa de algum tipo de comprovante imediatamente, imprimir recibos dentro de veículos ou recebimento de produtos em ambientes externos, as impressoras portáteis são a escolha certa. Elas oferecem uma impressão de qualidade, com velocidade, boa autonomia da bateria e durabilidade. São equipadas com conectividade bluetooth e wifi e podem se conectar diretamente com um coletor de dados, smartphones ou notebooks, perfeita para imprimir a uma boa distância, com segurança de dados e mobilidade. Por usarem transferência térmica direta não utilizam ribbons, o que diminui os custos com este suprimento.

5. As Impressoras de Etiquetas podem Imprimir Colorido?

Se a sua empresa tem a necessidade de realizar impressões de etiquetas coloridas, existem duas formas. A primeira delas, a mais comum entre os comerciantes, é ir até uma gráfica, imprimir os rolos de etiquetas com todas as informações coloridas necessárias, como: logo, mascote, slogan, etc. E as informações variáveis são impressas em um espaço reservado para isso na etiqueta. Informações como: validade, lote, fabricação, tabela nutricional, entre outras. Assim, você garante uma impressão colorida de qualidade e que os códigos de barras serão lidos facilmente.

A segunda forma, mais recente, é utilizar uma impressora de etiquetas a jato de tinta. A fabricante Epson oferece modelos capazes de imprimir etiquetas com até 600 dpi e promete uma excelente resolução para os seus códigos de barras. Segundo a empresa, o modelo é uma alternativa para que você não precise mais comprar as etiquetas pré-prontas na gráfica.

6. Como escolher a melhor Impressora de Etiquetas para minha Empresa?

A melhor impressora de etiquetas para a sua empresa é a que melhor atende às suas necessidades, simples assim! É preciso identificar qual é a largura máxima de impressão que você vai precisar, a quantidade de impressões diárias e a velocidade de impressão necessária. Com estes dados em mãos, aí é uma questão de qual marca agrada mais, qual tem a melhor assistência técnica, tempo de garantia e qualidade de impressão. Por exemplo, se no seu comércio são necessárias cerca de 500 impressões por dia, uma impressora portátil (desktop) é mais do que suficiente. Já num comércio com cerca de 3000 impressões por dia, uma impressora de médio porte é a melhor escolha.

Nas especificações técnicas das fabricantes, é possível ver a velocidade e largura de impressão, impressões diárias recomendadas e a resolução da impressora.

7. Transferência Térmica Direta (TD) e Transferência Térmica (TT)

As impressoras de etiquetas, com exceção das portáteis, são capazes de imprimir com transferência térmica direta (TD) ou com transferência térmica (TT), mas o que isso significa?

Na transferência térmica direta, a cabeça de impressão é aquecida, encosta diretamente na etiqueta termossensível e imprime. É o tipo de impressão recomendada para informações que não precisam durar longos períodos, como cupons de supermercado e lojas, comprovantes e recibos de entrega de produtos. A transferência térmica (TT) é a que usa um ribbon entre a cabeça de impressão e a etiqueta. A cabeça de impressão aquece o ribbon e este transfere as informações para a etiqueta. É mais indicada para impressões que precisam ser mais duráveis, como etiquetas de produtos em estoque, etiquetas de produtos químicos, da indústria têxtil, entre outros.

As fabricantes garantem que a impressão por ribbon protege a cabeça de impressão e aumenta a vida útil desta importante peça.

8. Ribbons e Etiquetas

Os Ribbons são fitas de transferência térmica revestidas com tinta que, ao serem aquecidas, transferem as informações para vários tipos de papel, filmes e até mesmo adesivos. É uma tecnologia considerada segura, de baixa manutenção e pode ser aplicada a uma série de segmentos. No nosso blog, você pode entender um pouco melhor sobre os ribbons. Podem ser produzidos de 3 materiais diferentes: cera, resina ou misto. O misto é a mistura da cera com resina.

Ribbons de Cera

Ribbon de Cera

Ribbons de Cera podem ser usados em vários tipos de aplicações diferentes. Eles imprimem tanto em papel quanto em filmes e adesivos. É o tipo de ribbon com o custo mais baixo, imprime com boa velocidade e a principal vantagem é que não precisam de temperaturas tão altas para realizar a impressão. Isto garante mais longevidade às cabeças de impressão. Por outro lado, as impressões com ribbons de cera têm baixa resistência a atrito, a elevadas temperaturas, a lavagem industrial e também a produtos químicos. Assim, no momento da decisão de qual ribbon comprar, o ambiente e as condições em que a impressão será submetida são extremamente importantes para determinar se esta será ou não uma boa compra.

Portanto, é mais indicado para expedição, gôndolas de supermercados, embalagem de produtos perecíveis que ficam em ambientes secos, inventários, identificação de produtos, entre outros usos.

Ribbons de Resina

Ribbon de Resina

Bem diferentes do ribbon de cera, os Ribbons de Resina são ideais para quem precisa que as informações impressas suportem ambientes mais agressivos para as etiquetas. Esse tipo de ribbon precisa de uma temperatura maior da cabeça de impressão, mas, com a etiqueta certa, garante uma impressão com mais qualidade, que é ideal para produtos que entram em contato com água, luz solar, atrito, altas e baixas temperaturas e até mesmo para aplicar em etiquetas de produtos químicos.

Normalmente é utilizado em filmes como BOPP, polietileno e poliéster. É muito usado para imprimir códigos de barras, textos com fontes pequenas e logomarcas. Custam um pouco mais e exigem manutenção periódica, mas compensam na qualidade da impressão.

Ribbon Misto

Ribbon Misto

O Ribbon Misto é um intermediário que une a qualidade da resina com a funcionalidade da cera. O resultado é uma aderência média, ideal para etiquetas que entram em contato com a água, oferece menor custo e boa durabilidade das informações impressas.

As impressões oferecem mais qualidade do que a cera, mas ainda estão abaixo da qualidade da resina. O que significa que eles são mais indicados para ambientes que a etiqueta pode entrar em contato com água, mas não são uma boa opção quando a etiqueta irá ser atingida por luz solar direta, produtos químicos, muito atrito ou temperaturas elevadas.

Ribbon Core

O Ribbon Core, ou tubete, é aquele pequeno tubo que fica dentro do ribbon. Existem dois diâmetros principais: os de meia polegada, mais comuns e utilizados pela maioria das impressoras térmicas desktop, vendidos em bobinas de 70 a 110 metros. E os de uma polegada, mais utilizados por impressoras industriais, que vão de 300 a 600 metros. Esta é uma informação importante, pois, os ribbons core devem ser compatíveis com a sua impressora. Um ribbon maior não irá entrar no seu equipamento.

Os Ribbons Core podem ser de papelão, com ou sem dentes ou de plástico com diferentes encaixes. A largura do ribbon é outro ponto para observar. Ele precisa cobrir toda a área da cabeça de impressão para protegê-la.

LEIA MAIS: GUIA: Ribbons

9. Etiquetas - Tipos Disponíveis

Existe uma variedade quase infinita de Tipos de Etiquetas, a todo momento um novo tipo é lançado com uma aplicação diferente e de um novo material. Por isso, falar sobre todos os tipos de etiquetas seria muito difícil, então vamos nos concentrar nos dois tipos mais utilizados no mercado, que servem para a maioria das aplicações necessárias nas empresas, como impressão de rótulos, tags, pulseiras, recibos, tickets e muito mais. São eles: as etiquetas BOPP e as etiquetas de papel.

Etiqueta BOPP

A Etiqueta BOPP (do inglês: bi-axially oriented polypropylene) ou polipropileno biorientado, é um filme sintético produzido a partir do petróleo e é o mais utilizado no mundo para a produção de etiquetas. Oferece boa resistência a água, pois não absorve umidade, resistência a rasgos e atritos, é bom para baixas temperaturas e também para altas, pois suporta até 80ºC. Sua superfície regular permite maior qualidade de impressão.

Outro ponto que deve ser destacado das etiquetas BOPP, é que cada gramatura e tipo de adesivo, tem uma diferente aplicação e algumas são melhores para produtos congelados, outras para produtos químicos, superfícies emborrachadas, etc. O ideal é conferir que tipo de condições as etiquetas vão enfrentar no seu negócio para escolher certo antes da compra. Para etiquetas do tipo BOPP, os ribbons mais indicados são os de resina e o misto.

Etiquetas de Papel

As etiquetas de papel couchê são amplamente utilizadas em comércios e em produtos. Elas tem um custo mais baixo e são ideais para impressão com ribbons de cera ou misto. São indicadas para situações em que a etiqueta não precisa durar por longos períodos, que não exista muita umidade ou contato com água. Para impressões com muitos detalhes ou textos pequenos, a etiqueta de papel couchê não é a melhor escolha, ao invés dela, o ideal seria utilizar etiquetas de papel transtérmico, pois tem muito mais lisura do que o couchê.

Vale lembrar que a impressão térmica direta não pode ser feita no couchê. Para isso, o papel utilizado é o papel térmico, que já vem com a tinta termossensível “dentro dele”.

Posso Congelar as Etiquetas?

Sim, é possível congelar as etiquetas impressas nas impressoras térmicas! É claro que é preciso escolher o tipo certo de etiqueta e de ribbon. No caso de etiquetas que ficarão dentro de câmaras frias, geladeiras e freezers, as etiquetas recomendadas são as BOPP, pois não absorvem água. E o ribbon correto para essa aplicação é o de resina, por oferecer mais qualidade e durabilidade para as informações impressas.

LEIA MAIS: GUIA: Etiquetas

10. Resolução de Impressão

Além da velocidade de impressão, da largura de impressão, dos tipos de ribbons e dos tipos tipos de etiquetas, outra característica importante das impressoras de etiquetas é a resolução que elas imprimem. As impressoras que imprimem em 203 ou 300 dpi podem ser usadas para a maioria das aplicações diárias das empresas, mas não são indicadas para impressões com informações menores do que uma polegada, o que acontece em componentes eletrônicos e em etiquetas de jóias. Para estes casos específicos, as impressoras mais indicadas são as de 600 dpi, pois oferecem excelente qualidade de impressão mesmo em etiquetas muito pequenas. Abaixo, uma imagem que ilustra como cada uma das resoluções se comporta em tamanhos menores:

Diferença na Resolução de Impressão

Vale lembrar que quanto maior a resolução, menor é a velocidade de impressão.

11. Cabeça de Impressão

A Cabeça de impressão é a parte mais importante da impressora. Ela é a responsável por transferir a tinta do ribbon para a etiqueta ou para aquecer o papel termossensível e transferir as informações. A cabeça de impressão que entra em contato com o ribbon ou com o papel tem uma linha de micro-pontos de aquecimento, quanto maior o número de micro-pontos por milímetro, melhor a resolução da impressora. As impressoras de 203 dpi têm 8 pontos por milímetro, as de 300 dpi, 12 pontos e as de 600 dpi têm 24 pontos por milímetro.

O processo da impressão ocorre quando a cabeça aquecida toca o ribbon e funde a tinta dele com o papel.

12. Conexão

Como em todos os equipamentos da automação comercial, a conexão da impressora é extremamente importante. As conexões, também chamadas de interface de comunicação, podem ser USB, Serial RS232, Paralela, Ethernet ou Wifi. Se a sua impressora tiver uma conexão diferente da que foi homologada para o sistema da sua empresa, a impressora não irá funcionar e você vai acabar arranjando uma dor de cabeça desnecessária.

Por isso, é sempre bom ter atenção redobrada na interface da impressora e se ela é compatível com o sistema que a sua empresa usa. Abaixo, listamos as principais conexões disponíveis no mercado e as principais características de cada uma delas.

USB

A conexão USB é a mais famosa atualmente e dispensa apresentações. A grande vantagem é que esta porta está presente na maioria dos computadores e dispositivos atuais e é a porta de comunicação mais rápida.

Serial RS232

Muitos sistemas são homologados com portas Serial RS232 e precisam delas para funcionar. Por isso, vários equipamentos trazem a porta Serial RS232 para realizar a comunicação da impressora com o computador. Normalmente, o tipo de conexão aparece com destaque no título dos nossos produtos aqui no site.

Paralela

A comunicação por porta paralela foi criada inicialmente pela IBM (International Business Machines) nos anos 80. Originalmente, nasceu para ser uma porta de comunicação entre computador e impressoras. Hoje, está sendo substituída pela USB. Uma desvantagem do uso da porta paralela é precisar desligar o computador e religá-lo para que reconheça o dispositivo conectado.

Ethernet

As conexões ethernet são as mais utilizadas em equipamentos que fazem conexão de rede, como um modem de internet, por exemplo. Oferecem transferência rápida e permitem que a impressora seja utilizada por outros computadores ligados à rede

Wifi

As conexões wifi são cada vez mais comuns hoje em dia. Todos os notebooks, tablets e smartphones atuais oferecem conexão wifi, assim como muitas impressoras jatos de tinta e laser. Nas impressoras térmicas, a maior vantagem da conexão é precisar apenas conectar a impressora em uma tomada, encontrá-la no seu dispositivo, configurar e começar a imprimir, ainda que o computador esteja distante.

13. Software de Edição de Etiquetas

Para realizar as impressões de etiquetas com as dimensões corretas e sem perder informações importantes, é necessário utilizar softwares para edição de etiquetas. Com eles, é possível dimensionar corretamente as informações dentro da área de impressão, criar códigos de barras, definir quantas colunas terão na etiqueta, entre outras funções. Alguns softwares são capazes de importar informações diretamente do banco de dados, de uma planilha, XML, entre outros. As marcas: Elgin, Honeywell e Zebra oferecem softwares para edição de etiquetas. Abaixo, um pouco sobre cada um deles.

Bylabel

Com o Bylabel, você cria etiquetas de forma simples, rápida e prática. Nele também é possível importar o conteúdo de arquivos do Excel ou do Calc, por exemplo. Basta salvar o arquivo com a extensão “.xls” e fazer a importação. Foi produzido pela Elgin e é mais indicado para as impressoras desta fabricante, como a Elgin L42.

Zebra Designer

Este Software da Zebra está disponível em uma versão gratuita e em três versões pagas. O objetivo é tornar o processo de impressão em impressoras de etiquetas mais simples e intuitivo para os usuários. Os recursos oferecidos variam de acordo com a versão selecionada.

A versão gratuita é o Zebra Designer v2. Ele dispõe dos recursos básicos para a criação e edição de etiquetas e códigos de barras. Possui opções restritas de inclusão de dados, como data, hora e contador. É compatível com toda a linha de impressoras Zebra.

As outras versões são mais completas, oferecem importação e exportação diretamente de bancos de dados, entre muitos outros recursos.

Bartender

Um dos softwares para edição de etiquetas mais confiáveis do mundo, o Bartender permite imprimir códigos de barras, tags RFID, cartões de plástico e muito mais. Centenas de milhares de empresas em todo o mundo utilizam o Bartender. Este software oferece recursos para criar, com facilidade e eficiência, rótulos e modelos de etiquetas. Também, é possível monitorar o status de impressão ao vivo e receber um histórico detalhado de uso do sistema.

14. Acessórios - Guilhotinas (Cutter), Peel off e Rebobinadores

Não há dúvidas de que as impressoras de etiquetas melhoram a produtividade de qualquer negócio. Mas tão importante quanto escolher a impressora certa, os Acessórios Corretos vão aumentar ainda mais a sua produtividade e facilitar o trabalho do dia a dia. Aqui, listamos os 3 principais acessórios e, logo abaixo, falaremos um pouco sobre cada um deles.

Guilhotina (Cutter)

A guilhotina ou Cutter é o dispositivo que corta o final da impressão, deixando uma pequena parte do papel para que o operador apenas destaque a etiqueta. Ou seja, garante que sua impressão saia no tamanho correto, com um corte padronizado e agiliza o processo de impressão.

Peel off

O peel off fica dentro da impressora e tem uma função que poupa muito tempo: destaca a etiqueta automaticamente do rolo, para que seja necessário apenas retirar e colar no produto, ingresso, formulário ou qualquer que seja a aplicação. Ou seja, elimina a necessidade de separar a parte adesiva com as mãos.

Rebobinador

O rebobinador é o equipamento responsável por enrolar as etiquetas no rolo novamente. Existem duas aplicações diferentes para o rebobinador: assim como pode ser utilizado para enrolar as etiquetas já impressas, ou seja, a impressora vai imprimir todo o rolo e enrolá-lo novamente para que o usuário pegue o rolo de etiquetas pronto para usar mais tarde. Também é possível usar um rebobinador junto com o peel off. Neste caso, quando as etiquetas são retiradas, uma a uma, após a impressão, o sistema do rebobinador enrola o papel residual dentro do equipamento, para que o único trabalho seja retirar o rolo e descartá-lo. Desta forma muito mais prática, o espaço fica limpo e organizado.

15. Cuidados Básicos de Utilização, Instalação e Manutenção

A cabeça de impressão é o componente mais importante de uma impressora de etiquetas e também é a mais delicada. Grande parte dos problemas de qualidade de impressão são consequência de manutenção negligenciada da cabeça de impressão e da impressora como um todo. Por isso, as fabricantes de impressoras de etiquetas recomendam que a manutenção seja feita a cada troca de suprimentos.

Se a cada troca de ribbon e/ou de suprimento de impressão a impressora for corretamente higienizada, a cabeça de impressão e a sua impressora vão ter uma vida útil muito maior, as impressões sairão com qualidade por mais tempo e isto, consequentemente, reflete na receita e na produtividade do seu negócio.

Para realizar as manutenções periódicas, o mais indicado é adquirir um kit de limpeza. Dentre as opções, existem as canetas de limpeza, que são práticas e agilizam todo o processo. Bastam algumas passadas da ponta na cabeça de impressão e a impressora já estará pronta para um novo suprimento.

Driver - Sistemas Operacionais

Alguma vez na vida você já deve ter ouvido alguém falando sobre atualizar drivers ou que um problema pode estar relacionado ao driver. Mas afinal, o que são drivers?

Os drivers são programas responsáveis por fazer a comunicação entre o computador e a impressora ou outro dispositivo como um mouse, um monitor ou um teclado. Normalmente, os drivers vêm em CDs junto com os equipamentos que você compra. Caso não venham, basta ir até o site do fabricante e buscar a área downloads ou suporte, geralmente estão divididos por modelos e/ou código dos produtos.

É importante ressaltar que os drivers não vêm junto com os softwares de edição de etiquetas e nem executam esta função.

Como Calibrar

Tão importante quanto fazer a limpeza da cabeça de impressão, calibrá-la corretamente é muito importante para garantir impressões de qualidade por muito mais tempo. Cada impressora tem uma forma diferente de realizar a calibragem e a grande maioria traz esta informação no manual do usuário.

Lembre-se: manter a impressora limpa, bem calibrada, com suprimentos e etiquetas confiáveis, é o que garante a qualidade de impressão por muito mais tempo.

Linguagem da Impressora

A linguagem da impressora é um padrão de comunicação entre a impressora e o software que cria a etiqueta. Ela pode ser de alguns tipos diferentes: PPLA, PPLB, EPL, DPL, IPL ou ZPL. Para ficar mais simples de entender, imagine que cada uma dessas linguagens é um idioma diferente, como inglês, português e espanhol e cada impressora entende apenas uma dessas linguagens. Alguns fabricantes preferem uma linguagem, assim como outros preferem outra.

Você não precisa saber sobre cada uma das linguagens de impressão, basta saber que elas existem e que devem ser compatíveis com o software da sua empresa. Por isso, antes de comprar uma impressora, é importante perguntar ao desenvolvedor de software ou o técnico qual é a linguagem compatível com o seu sistema.

16. Conclusão

Existem vários tipos de impressoras de etiquetas e cada uma atende necessidades diferentes. Para escolher a melhor para a sua empresa, é preciso analisar se o volume de impressões diárias é suportado pela impressora, se a largura da impressão e da boca atendem o tamanho de etiquetas que sua empresa precisa e se será necessário um rebobinador, um peel off ou uma guilhotina. Depois dessa escolha, o mais importante é ver qual o tipo de impressão que vai precisar, quais condições ambientais a etiqueta irá enfrentar e qual será o melhor tipo de etiqueta e o melhor tipo de ribbon para suportá-las.

Depois de ler esta página, você já aprendeu muito sobre impressoras de etiquetas e as suas diferenças. Mas caso ainda tenham ficado dúvidas, você sempre pode entrar em contato com um consultor da Bz Tech. Nós teremos prazer em ajudar!

* Visualizando preços para EMPRESA COM INSCRIÇÃO ESTADUAL - SÃO PAULO. Alterar

Meu Carrinho
0
Aguarde...
Loading